BlogBlogs.Com.Br

domingo, 29 de março de 2009

Paraíso diletante.


A priori, gostaria de pedir desculpas a vocês por ter deixado de postar durante quase uma semana. Enfim, não postava porque estava na semana do meu aniversário e eu estava me preparando pra estar feliz. 
Exatamente. No nosso aniversário tempos quase que uma obrigação de estarmos felizes, e eu não estava. Me preocupei muito. Atolado no trabalho, problemas a granel. Não bastasse isso, não estava feliz no meu aniversário. Que tipo de monstro eu seria? Infeliz na data do meu aniversário, quem eu penso que sou? Consegui ficar feliz. Foi uma verdadeira batalha interna que eu venci. Eis um poema que explica como:



Paraíso diletante.

Dia 27 de Março de 2009. 31 anos de idade. 
Sim, esse sou eu.

O pimentão deve ser refogado assim como as velas devem ser içadas,
assim como a isca deve ser colocada no anzol ou como a chuteira deve ser calçada.
Eu preciso estar feliz. É meu aniversário. 
O cheiro do azeite fervendo, em contato com o cogumelo shimeji e o molho shoyu, é tudo que eu preciso.

 
Cantores, atores, pintores, velejadores 
viajam todos os dias
a pontos quanto mais distante do que são,
mais próximos do que desejam.

A cebola arde nos olhos ao ser cortada
como arde nos olhos a tela do computador 
onde não sei o que escrevo
pra pessoas que não conheço.

O cheiro da carne preparada por um redator
é como o cheiro da água salgada
cortada por um engenheiro
O cheiro da felicidade real. 
Distante e real.

Içadas as velas,
Anzóis encastoados,
Bola em jogo e comida no fogo.
Meus textos, agora, são perfeitos.

O peixe na linha,
A bola na rede,
O jantar na mesa sorridente
e eu chego, no mesmo veleiro
ao meu paraíso diletante.


Ângelo Pinheiro


O ser humano precisa dia após dia do diletantismo. É uma forma de vencer a rotina.
Durante a vida, traçamos um caminho, quase sempre exatamente oposto aos nossos objetivos primordiais.

Não encarem esse poema como um poema triste. Pelo contrário. Sejamos felizes. Ainda que diletantes, sejamos felizes.

33 comentários:

Alexandre Lucas disse...

Também foi a semana do meu aniversário e eu também não estava feliz =(

Robledo Castro disse...

Meu caro, também não posso dizer que meus aniversários são os dias mais felizes de minha vida. Claro que sempre há uma alegria e tal, um agradecimento por mais um ano. Mas a reflexão, sempre existente nesse dia, me deixa um pouco distante. É algo parecido com fim de ano. Dá um "q" de ter que começar tudo de novo. Enfim... Acho que você me entende.

Valeu pela visita ao meu blog.

Abraços!

Caio Abreu disse...

Ainda bem que consegui me libertar dessas prisões como ter que estar feliz no aniversário, ter que estar feliz com familiares que vc mal ve durante o ano e só os ve no Natal, por exemplo, ter que viajar para qualquer lugar no Carnaval, etc... adoro a cara de espanto que as pessoas fazem qd digo que vou passar o Carnaval em Vitória, que é onde moro e que fica uma cidade deserta nessa época do ano. Viajo ou fico feliz se estiver com vontade e não pq a boiada faz hehehe.
Abraços. Bom começo de semana

Gabriel Pinheiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gabriel Pinheiro disse...

Caríssimo irmão,
no seu pós- aniversário, dia 28 de março, almoçamos juntos. Ainda que ácido, com de praxe, você estava feliz, fruto, talvez, dos esforços do dia anterior. Não provei da sua comida chinesa, criada de forma tão diletante quanto seus textos, mas comemos juntos da comida chinesa do resturante onde tantas alegrias tivemos com nosso saudoso avô Renato (como ir lá sem lembrar do grande velho...). Fico feliz por você, pelo talento que vem demonstrando, acima de qualquer contestação, nos textos que escreve, na vida que vem levando, nos sucessos merecidos, dos quais tantos, talvez, duvidaram, mas aos quais gradualmente, e num acelerar exponencial, vem chegando a cada post, a cada atitutde, a cada dia. Tenho muito orgulho de ser seu irmão. E, sem nenhum esforço, fico muito feliz de poder fazer parte da sua família, do seu círculo de amigos e deste seu aniversário. Mais do que nunca, meu caro, você está de parabéns. Nunca duvide: você é grande. Mas é ainda maior.
Amo você,
Gabriel

Anônimo disse...

Estar feliz no aniversário não existe mais pra mim. Saber que o tempo esta passando, sentir que a idade vai aumentando, e os anos que foram bons, vão ficando pra trás...
Se pudesse sumir em uma data especial, essa seria no aniversário, não receber felicitações de ninguem, até porque nem todas são sinceras.
Não sei que motivos levam você a ficar infeliz no seu dia, mas desejo de coração que esteja bem e em paz. e seu blog esta demais, adoro.
beijos amigo querido
=****

Jamerson Silva disse...

Estar feliz no aniversário é só mais uma das convenções que aprendemos desde de pequenos. O importante mesmo é estar feliz no momento certo, no momento que a felicidade se faz de fato necessária. Nem que seja num enterro, sei lá. Isso é ser diletantemente feliz.

Grande abraço Angelo. E, mais uma vez: Feliz aniversário!

Anônimo disse...

viagen sonhos encantos e desencantos..o aroma da comida é a vontade de comer ..a vontade de comer basta um pequeno desejo!!!
desejos lembra viagens
"Cantores, atores, pintores, velejadores
viajam todos os dias"...a vontade de vijar ta no seu sonhos nao precisa ser cantor ator pintor e velejador ...basta sonhar e ser vc mesmo

Ana disse...

Verdade, já me perguntei milhões de vezes porque as pessoas precisam me ver feliz, que necessidade é essa? Eu sou feliz, isso me basta, a infelicidade não mora em um rosto que não sorri, ou em um olhar sério para algo, ou num olhar perdido, esses modos que as pessoas aprenderam para justificar a infelicidade estão extremamente equivocados.
Já vi tantos felizes infelizes por ai, prefiro ter minha felicidade na maioria do tempo aqui dentro, do que o tempo todo ai fora, jogada a própria sorte. Vamos ser felizes, sinceramente felizes.

Xacal disse...

Caro Ângelo,

Alguma felicidade, ainda que vacilante e acanhada é melhor que felicidade alguma...

ótimo blog, e obrigado pela visita cordial...

um abraço...

Camile Habib disse...

Nossa!!!Quando estava lendo o seu post, pensei em falar que desde os meus 15 anos, não gosto do meu aniversário e que não tem obrigação alguma de ficar feliz no seu aniversário e tal, e de repente vi que tem muita gente que não gosta dos próprios aniversários,e cheguei a me surpreender! Acho que até me senti bem! É terrível dizer isso, mas é verdade! Gostei sim, e percebi que não temos obrigação nenhuma mesmo de ficar feliz, pulando de felicidade por causa do aniversário.:P

Mas assim, que bom que conseguiu superar esse sentimento e conseguiu ficar feliz. :)

Estar feliz, é um estado de espirito e não uma obrigação! Nunca se sinta péssimo em estar triste, ou sei lá o que, quando todos estão felizes. Cada um é um ser humano e graças a Deus , bem diferente!

beijos

denisse disse...

Estou quase trintando e fico pensando como será meus 30...claro falta um ano , mas creio eu que será inevitavel ficar estranha...

Ainda bem que não sou a unica...rsrs...cada aniversario aquela velha obrigação de estar feliz de agradecer a Deus por estar vivo e estar nesta vida...porque mamãe fez com carinho...enfim...variassss desculpas para ter um sorriso na cara no dia que eu tenho que me lembrar que minha infância já passou que o tempo corre e que nos não conseguimos voar e fazer tudo o que queremos, as vezes penso que o fato de olhar para tras e ver coisas que eu poderia ter feito me deixa meia "cabulosa" afinal o passa desabestado e nos ficamos ali tentando correr atras...lamentavel meu caro...é a vida!

E bem vinda sejam as marcas do tempo...as rugas, um cabelo branco aqui um cabelo branco acolá...rsrs e viva o presente!

E pronto continuar sorrindo para que os convidados se sintam a vontade para te sacanear que vc ta ficando velho...rsrs...engraçado acho que até os 30 e poucos ...depois...creio que farei um buraco para me esconder no dia do meu aniversario...hehe

Valeus por suas palavras que terminaram inspirando um pequeno desabafo!

Tiane Novaes disse...

Comemora-se com a necessária felicidade algumas semanas depois, é inspirador comemorar 31 anos e algumas semanas.

Beijos

Thiago Pet disse...

Sem o tradicional clichê e fugindo do lugar comum que é o 'oba-oba viva a vida', certamente o mais importante é curtir os momentos e prolongar a felicidade que é um estado de espírito e não uma plenitude da alma. "Lembre-se: Felicidade é uma viagem, não um destino" Alfred Henfil.

Anônimo disse...

Não acredito, sinceramente, que possa existir pessoas felizes, e sim momentos felizes!
É claro que esses momentos independem de data. Eles apenas acontecem...



Beijos moço, Elis :)

Gabriel Pinheiro disse...

rapá, rapá...
Cadê você no meu blog, rapá???
Quer ficar infeliz é? Rsrsrsrsss
Fica feliz, à parte os perdedores da vida que tentam nos remeter para o abismo. Ignora essa corja estúpida e segue. Tiro no focinho desses lacaios (que ouça quem tem ouvidos de ouvir - é quase uma mensagem cifrada)
Abraços, irmão. Sucesso sempre e sempre mais.
Gabriel

Pietro Leal disse...

Felicidade foi encontrar esse blog.
Esse caiu muito bem, às vésperas do
meu dia feliz. Acompanharei mais
de perto suas prosopopéias.

André Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
André Santos disse...

Meu velho, muito bom pensamento. Vivamos os momentos de êxtase ou simplesmente paz no coração, pois a felicidade não existe. Mais uma vez, "felicidade" pelo seu dia! ps: O jogo do sábado foi muito bom! Abraço.

Anônimo disse...

A felicidade concreta é aquela a qual nos sentimos de bem com a vida, em qualquer momento, aproveiti-a. Seja no seu aniversário ou ao fazer um golaço numa pelada entre amigos ou no vídeo game. Grite Pule de alegria. Quando beijo a minha amada no momento em que não agüentava mais de saudade dela! Vejo a felicidade. Felicidade não se planeja, se busca e se sente conseqüentemente, de um momento espetacular inesperado.

Lucas disse...

A felicidade concreta é aquela a qual nos sentimos de bem com a vida, em qualquer momento, aproveiti-a. Seja no seu aniversário ou ao fazer um golaço numa pelada entre amigos ou no vídeo game. Grite Pule de alegria. Quando beijo a minha amada no momento em que não agüentava mais de saudade dela! Vejo a felicidade. Felicidade não se planeja, se busca e se sente conseqüentemente, de um momento espetacular inesperado.

Lucas Ribeiro - Publicitário

Ila Graziele disse...

Gostei muito! Me identifiquei com algumas coisas. Vou esta lendo sempre.

Mariza Fernandes disse...

Eitaaa, eu abandonei meu blog por uma semana e acabei não acompanhando suas atualizações. Perdi seu aniversário.
Mas ainda assim, te desejo muitas felicidades verdadeiras!
bjos

Duca disse...

a felicidade é sinonimo de que a vida corre bem.. momentos tristes sao aqueles que nos fazem refletir mais ainda em como ser felizes, a tristeza nao quer dizer que perdemos a vontade disso ou daquilo, a tristeza quer dizer que queremos aquilo mais do que tudo nesse mundo, e fazemos dos nossos pensamentos questionamentos de comos iremos superar ou atigir aquilo, entao muita fé e momentos felizes para todos como assim, preferir! e os poemas refletem na perplexidade daquilo que se faz.. abracosss

Candice Morais disse...

Lembrei do meu aniversário em dezembro: virei balzaquiana. Estava leve e feliz... até o dia do aniversário! Não quis comemorar. Não atendi telefonemas. Por perto, só poucas pessoas muito queridas. Um café da noite com direito a um bolo de festa e, em cima deste, as tais velas: 30.
Acordar no outro dia, deu um embrulho no estômago... Mas foi passando: cada idade tem sua beleza. Apesar de "arretada", estou mais tranquila, paciente, menos afoita em realizar tudo o que sonho. E, desta forma, vou seguindo feliz. E mais feliz com você ao meu lado...
Sucesso total seu blog, viu? Vc é MUITO bom com os textos! Nunca duvide disto!
Te amo, meu amor!
A propósito: o jantar estava maravilhoso!!

Thay Vilanova disse...

Não estava feliz, amigo?? e o que felicidade mesmo?? quando acho que estou triste, analiso direito as coisas e sempre concluo que sou feliz, so q as coisas não sairam como eu queria naquele momento....huahauaha!!!
e aniversario, era legal mesmo qd era pequena, que ganhava varios presentes numa festinha que eu não me preocupava com nada...hj em dia, aniversario é so mais uma desculpa pra reunir os amigos pra beber!! ficar triste só se não tiver dinheiro pra beber e amigos pra reunir!! hahahaha!!! beeeeeeeiiiiijjjoss
adoreii o blog, e viu q eu vim comentar??

Cabrunco do Chuvisco disse...

Muito obrigado pela visita.

E digo ser um honra acompanhar as palavras de um "Livre Pensador"!

até breve

Ricardo Aiolfi disse...

me identifiquei com o texto.

meus aniversários geralmente são meio tristes também.
é algo estranho, mas acontece todo ano.

de alguma forma, acho que a gente tá sempre buscando uma forma de melhorar.

esse ano alcancei uma conquista. to vivendo dias muito bons. Sei que alguns momentos ficarei mal, mas esses momentos devem ser minoria.

esse ano estou aproveitando para fazer de tudo que nunca fiz. =]
acho que é o inicio de algo novo =]

Valdei disse...

Ângelo,

Embora eu esteja atrasado, ainda há tempo de dizer: Feliz Aniversário. Desejo muito sucesso para você.

Abraços.

Alissa disse...

Sempre tive a sensacao de poder perceber, principalmente nas fotos que so registram um unico milesimo de tempo, e nos tantos outros sorrisos por ai, uma enorme tristeza, vazio e nervosismo por detras, como se essa representacao da felicidade fosse exatamente o contrario, assim como um pedido, um chamado, um convite: Oi, olha, eu nao mordo, eu sou legal, vem aqui e me faz feliz, vem que eu preciso!! E outras pessoas que tambem estao na tal busca da felicidade, se aproximam, mas carentes do que nunca por achar que aquele sorriso que esta a chamar, podera finalmente ser um sorriso sincero e lhe trazer tambem a felicidade. E o palco de teatro que vivemos e a idealizada busca da felicidade continuam, mas, a proposito, esse prato deu fome. Deve estar excelente!!! Parabens!

Claudia Venegas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Claudia Venegas disse...

Brasil, Ser triste 2009.

Ser triste é a mão moldando o barro!
É mãe escondendo o choro,
Um soluço, um luto!
É a morte quando ainda pode sentir um gosto
Leve ou breve da vida...
É ter que esquecer uma despedida...
Quando quem parte não quer ir,
Nem quer ficar...
Por estar a todo momento repartido
Entre a dor e alegria...

Ser triste é mais tarde ser alegre,
É ser vazio quando pode ser inteiro
É nascer no mundo sem pecado,
E mais tarde tornar-se pecador...

É levar para longe dos olhos o cuidado
E para londe do peito o amor...
É mentir quando não pode dizer a verdade
Para não aumentar no outro a dor,
Ou o sentimento de covardia que se é...

É ser feito da pura vaidade humana,
É ser de carbono
Uma dura forma diamante...

Ser triste é estar só para existir
Por momento, para alguns
E não encontrar todos,
Não conhecer todos os rostos
Por não saber quantos são
Ou por saber que muitos são...
Os que olham e os que deixam de olhar...

É ser criança primeiro,
E ser velho depois...
É ter o desejo de curar o mundo
Sem ao menos ter idéia do que é curar a si mesmo...

É estar ausente,
Enquanto sonha iludir-se,
É ser sonhador...
E também perdedor quando ganha!

Pois quem acerta,
Também perde as pedras..
E como perde...
Porque ao arremessar,
Parte dá continuidade,
E outra parte nao dá...

Uma por estar presa no local de onde partiu,
E a outra por ser apenas a continuidade breve de um desejo,
Que é único, como folhas ao mar...

E quem pode saber ser triste?
Sem antes ter sido alegre?

Quem pode ser, sem dar ou perder?
Sem somar ou restar o que a alegria dá,
Deixa em nós...
Nostalgia?

Ah, e se ao menos pudessemos tentar...
Se pudessemos acança-la por completo...
Acordaria a cor!
Acordaria a luz!
Acordaria o amor...
Seriamos alegria para mais tarde sermos tristeza novamente...

Me inspirei em vc aqui...valeu!

Mônica disse...

A partir de hoje estarei sempre por aqui amado amigo