BlogBlogs.Com.Br

quinta-feira, 30 de abril de 2009

A sagrada miséria





Ainda era cedo quando acordei pra estudar. Os primeiros raios de sol raiavam timidamente pela janela e incidiam severamente sobre o livro de direito tributário. Eram as primeiras ordens do dia para o estudo. Passar não era opção. Estudar, menos ainda.

Do outro lado da rua estava Carlão. Lata de cerveja na mão, cigarro nervosamente tragado um atrás do outro. Aguardava o horário que supunha que eu acordaria para lamentar as suas misérias. Nem todos querem ouvir nossas misérias, menos ainda suportá-las. Mas eu era tudo que ele tinha.

- Porra, 8 da manhã, ele já deve ter acordado. - Pensou Carlão rumando em direção ao meu apartamento.
- Ô RAPAZ....ACOOOORDA. - Exclamava Carlão, no topo de sua sutileza.
- Já tô acordado, meu velho, entra aí, mas fala rápido, tô estudando.
- Cara, fudeu! Vou ser demitido.
- Porra Carlão, como assim?
- Fiquei sabendo, preciso conversar. - Jamais admitiria precisar de apoio, isso era o mais próximo que ele podia chegar.
- Tá, vamos lá, mas é rápido, preciso voltar pros estudos.

Saímos em direção ao primeiro bar, onde Carlão puxou uma cadeira pra ele e outra pra mim.
- Senta aí que eu te explico.
- Velho, você sabe que eu não vou beber, preciso passar nesse concurso.
- Você vai passar, tudo que tem feito é estudar. - Exclamou Carlão, numa segurança que só temos quando o problema não é nosso. Ah, como é fácil lidar com a miséria alheia.
- Um monte de pessoas só faz estudar há anos meu velho, não é tão certo assim que eu vou passar.
- Posso falar do meu problema?
- Claro, claro, desculpa.
- Então. Vou ser despedido.
- Mas há quantos anos você está na empresa? - Perguntei, com a mesma segurança que temos quando o problema não é nosso.
- 2 anos. Mas não é esse o caso. Tenho problema de coluna. Vou entrar com atestado médico, pedir licença, quando eu sair da licença recebo meus direitos, meus benefícios.
- Caralho, Carlão, mas isso é fraude.
- Fraude o que, porra? Eu pago INSS todo ano, essa merda não é pra me valer de alguma coisa?
Nesse momento, entra um mendigo. Os pés coalhados de feridas. As mãos trêmulas. Um olhar confuso, pupilas dilatadas ao extremo, talvez pelo medo, talvez pelo abuso de drogas, mais provavelmente pelos dois, um em decorrência do outro independentemente da ordem. Apesar do olhar expressar experiência, aparentava não mais que dezoito anos.
- Dá um trocado, tio? - Pediu voltado pra Carlão, com súbito olhar choroso em troca do olhar confuso, porém mantendo as pupilas dilatadas e o tremos nas mãos.
- Toma aí, meu bom. - Disse Carlão, estendendo uma nota de dois reais. O moleque se distanciou.
- Caralho, Carlão, não tá vendo que ele é um viciado?
- E será que ele não tem motivo pra ser? O cara tá na merda, deixa ele pedir pra não morrer de fome.
- Fome? Ele vai é fumar crack. Aquele menino que ronda lá na rua sim. Não tem uma perna, tem três filhos. Há quem diga que ele fuma crack, mas quando pede dinheiro...a ele eu dou.
- E esse você acha que não come?
- Bom, esquece essa porra, e adianta o assunto, preciso estudar.
- Meu velho, eu vou me encostar pelo INSS, preciso da grana.
- Precisa da grana pra que, Carlão? Pagar seu carro, pagar sua cerveja? Isso é fraude do fisco, porra. Se ao menos você não pudesse trabalhar, não pudesse se mexer, sei lá.
- Tá, tá!! Você tá muito enfiado nesses estudos seus. Meu primo também tá estudando pra essa merda e não tá assim, ficando louco.
- É, deve ser porque ele tem emprego em um turno, tem renda e não tem filho. Fora que ele tem a esposa pra ajudar ele. Porra Carlão, vê se me entende. - Dito isso, me levantei. Na hora da raiva nem pensei nos problema do Carlão, tava muito puto. Precisava estudar mais três horas de tributário pra começar a estudar as mudanças de lei. O Carlão virou pro outro lado e me mandou tomar no cú. Notei a falta de ânimo da assertiva, logo essa frase que el falava com tanto orgulho "Vá tomar no cú". O orgulho dele impediu de demosntrar tristeza e o meu de demonstrar que me importava.

Andando pela rua, até chegar ao apartamento, escutei duas mulheres conversando:

- Pois é, minha filha ela encontrou ele na cama com outra.
- Mais bonita que ela?
- Muito mais.
- E foi por amor?
- Com certeza. Ele ainda colocou ela pra fora de casa e deitou a outra na cama na mesma hora.
- Mas eles tinham filhos?
- Graças a Deus não.
- Pois bem, minha filha. Pena eu sinto é da minha comadre que foi igualzinha a essa daí, mas foi posta pra fora foi junto com os três filhos.

Abri a porta do prédio com aquelas palavras na mente. Então pensei:Como é difícil ser miserável o suficiente para que mereçamos compaixão. É preciso que nos esmeremos muito em ser miseráveis e que sejamos supinamente derrotados, caso contrário, assim como num concurso tomam a nossa vaga.

39 comentários:

°Farfalla°Shakti° disse...

pois.é...
concursos...
nada.fácil...°

cuidado.com.a.miséria...

rsrsrsrsr.°

quente.ainda....o.texto...

bom.°

BrunnOo' disse...

que perfeito as coisas que eu encontrei nesse seu blog. eu fiz o meu hooje. eu voo segui o seu ta ? Se kiser seguir o meu, fika a vontadi, só que eu num sei faze post como os seus !

Um dia kem sabe. =)

abrazz forte !

Mariza Fernandes disse...

Grande Carlão!
"segurança que só temos quando o problema não é nosso."
Adorei!
Espero que você já esteja escrevendo um livro.
P.S A cara do blog tá cada vez mais legal :)
bjos

maria disse...

Aqui na minha minha terra custuma-se dizer: " é preferivel que tenham inveja de nós, do que tenham pena de nós". Tem muito sentido a sua "rábula".
Bom fim de semana
MARIAh

manuel afonso disse...

Começo por agradecer a visita e o comentário no meu cogitar. Agora, quanto a este texto digo, sinceramente, que está sublime. Trata-se de um conto da realidade, que está aí cada vez em cada esquina devido à crise económica, à quebra de valores, à falta da solidariedade e da falência do estado social.Quando falo em sublime, referimo-me à acuidadde com que o Ângelo vê a realidade nos seus contrastes e à forma como a descreve. Refiro-me à criatividade e sabedoria na forma de escrever e no emprego do vernáculo próprio dos intervenientes.

Caio Abreu disse...

Nao importa em que merda esteja... sempre haverá alguem numa merda pior ainda... será que isso é bom como consolo?

Anônimo disse...

Sem progenitores paternalismos paternais, mas com muito orgulho. Do caralho... Vá firmão, nem olhe pra trás. Parabeijos... (Renato)

Whesley Fagliari dos Santos disse...

Oi Ângelo,

Muito obrigado por seu comentário e elogio... Agradeço com todo o meu coração!

Estive por aqui para retribuir a visita e conhecer sua arte... Gostei bastante do que vi, volto assim que puder.

Com apreço,
Whesley

Pietro disse...

Em tempos de miséria,
quem só tem um olho
chora pela metade...

"Vá tomar no cú".
Bom pacaralho.

T@CITO/XANADU disse...

Oi Ângelo!
Belo trabalho fazes por aqui,parabéns.
Grato tb por visitares xanadu/poesias,estarei editando o seu link por lá.
Voltarei...
Tácito.

Milla disse...

Ah, cara... Uma coisa é termos um desejo e um objetivo, outra coisa é deixar de viver pra seguir aquilo. A estrada nada mais é senão passos, se não soubermos apreciar cada passo, quem disse que saberemos sentir o gosto da chegada?

Raphael Perov disse...

"Como é difícil ser miserável o suficiente para que mereçamos compaixão."

Fato.
É uma situação complicada, mas séria.
O pior é que existem pessoas que não estão nem aí.
Enfim, nem tudo são flores.
Vamos a luta! ^^

Adriano Melo disse...

Obrigado pela reciprocidade!

Wanderley Elian Lima disse...

OLá Ângelo, visitei seu blog pela primeira vez, gostei muito de seus textos. Voltarei sempre.
Um abraço

Retalhos de Amor disse...

Oi, Angelo!!! Vim conhecer teu
blog e não poderia deixar de
dizer que gostei demais, viu...
E também agradecer pelo teu carinho
para com o meu cantinho...
Obrigado, Amigo!!!

Voltarei, viu... O mais breve
que puder!!!

Beijos pra ti...
No coração!!!
Iza

Sheila Ribeiro disse...

Que figura esse Carlão!
Como sempre, adorei o conto.


Abraços!
:D

Cam!lo disse...

Modafucka,
Precisamos conversar sobre o projeto.
Mais idéias e mais conversas.
Abs

Juliano Mascarenhas disse...

Cara, não sei o que é pior, não acharmos o apoio que queremos, ou sabermos que o outro tá agindo da forma que queremos.
Miséria a parte, parabéns velho.
O Post foi bala.

Camile Habib disse...

Quando vejo que Carlão tá no meio, gosto logo de ler, mas dessa vez me enrolei com umas coisas.
Mas adorei! Muito bom mesmo!
como disse alguém por aí, sempre tem alguém pior que a gente. O ruim que muitas vezes pra nos sentirmos melhor temos que ver misérias alheis e dizer: é, ele ta pior do que eu! Ser humano é complicado...

Amei o texto! beijos

Lucas disse...

Muito bom velho! O bom carlão como sempre e sues histórias loucas. Porra cara, penso que antes de demonstrar as fraquesas e derrotas adquiridas com os obstáculos da vividos, o cidadão tem que ressaltar as coisas boas conquistadas. Mas o que acontece é o oposto, todo mundo quer contar seus problemas e na geralmente nunca se resolve com essa atitude. Saí na frente aquele que busca superar sempre seus obstaculos!

Valew Angelo!
Um abraço.

MARCOS TRETA disse...

QUANDO SENTIMOS PENA DE ALGUÉM PENSO EU QUE ESTAMOS AJUDANDO O MESMO A PERMANEÇER NAQUELA SITUAÇÃO
.NOSSA SITUAÇÃO É CONSEQUENIA DE NOSSOS ATOS .

Gustavo Ramalho disse...

Tomar no cú...hahaha, sou fã de Carlão...Abraços!

Paulo Tamburro disse...

Perfeito e sem comentários.

Serei seu seguidor.

Parabéns, um texto absolutamente profissional.

Danielle Freitas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Danielle Freitas disse...

É incrível como as pessoas se preocupam com a vida do outro e esquecem da sua, gostando de falar e escutar da desgraça do outro.

Obrigada pela visita no meu cantinho!

Ricardo Aiolfi disse...

a merda pode ser grande, mas sempretem alguém se fudendo mais suiadhuaisohda

boa lição xD


atualiza aEE

advogada disse...

personagens sempre muito bem construídos.
e nem sempre tão personagens.
saudade daqui.

Léo Rehem disse...

caro irmao angelo,
os textos estao cada vez melhores.. gosto dese tom urbano e da forma que os contos se desenrolam... o blog tá muito legal.. parabens e grde abraço!

Camile Habib disse...

Pensei que estava atrasada nos posts! Ainda bem que me enganei!rsrs
Quando é que teremos o prazer de ler mais um texto interessante???
beijos

cristinasiqueira disse...

Voce é bom de crônica,principalmente nestes engasgos do cotidiano.Gostei,

Bom fim de semana,

Cris

Ps-Tem post novo no www.cristinasiqueira.blogspot.com

Laguardia disse...

Prezados amigos
Há muito venho lendo e vendo o que tem acontecido no Brasil com relação aos nossos políticos. Não passa um dia sem que haja uma denuncia de atos de corrupção, falta de ética, e imoralidade por parte de nossos governantes.
O Presidente Lula recentemente em defesa do Senador José Sarney definiu que no Brasil existem dois tipos de cidadãos. Aqueles para os quais não existe lei ou Constituição e os demais que estão submetidos aos rigores da lei.
Aqueles que sofrem nas filas do SUS, ficando internados em macas nos corredores dos hospitais e aqueles que se tratam nos melhores hospitais do país com a melhor equipe médica. Em ambos os casos o contribuinte paga.
É chegada a hora de parar de reclamar e partir para a ação antes que seja tarde demais.
Minha proposta e que comecemos em conjunto a pensar numa ação coordenada para o dia 7 de setembro de 2009. É o dia em que comemoramos a independência de nossa pátria, a libertação de nosso povo. Não há momento melhor do que este para um protesto contra a pouca vergonha, os desmandos do governo e o fato de que pouco a pouco estamos perdendo nossa liberdade e democracia.
Sugestões para o email laguardia,luizf@gmail.com

Úrsula Avner disse...

i Angelo, interessante texto sobre tema tão complexo e sério. Passando para renovar nosso contato. Um abraço.

Abdoul Hakime Zahrah al Jounoub عبد الحكيم زهرة الجنوب disse...

Em matéria de miséria, por mais que estejamos na pior, sempre haverá quem esteja ainda pior que nós. É a lei da vida.

Ira Buscacio disse...

Muito bom seu blog. Boa crônica sobre a nossa insignificãncia. Parabéns. Ira

Laguardia disse...

PASSEATA VIRTUAL #FORASARNEY
Quarta-feira, dia 15, das 15h às 16h horas.

Local: Na internet.

Ponto de partida: Seu computador, telefone celular, PDA, qualquer aparelho que possa enviar uma mensagem de e-mail, SMS, Twitter, etc

Ponto de chegada: Congresso Nacional

Sarney: sarney@senador.gov.br

Senadores: e-mails aqui ou aqui para enviar a todos os senadores

Como vai funcionar: Na quarta-feira no intervalo das 15h às 16h horas, você que tem um blog, site, Twitter, celular, etc, deverá estampar um “banner” ou selo com a mensagem “#forasarney” e enviar o máximo de mensagens ao Senado.

Clique e envie e-mail aos senadores!
As informações fora repassadas para este Blog pela atuante Gusta do Reaja Brasil.
Valeu, Gusta
----------------------
Maiores informações,
aqui. Blog #forasarney .

Laguardia disse...

Aproveitando a idéia da Passeata Virtual “Fora Sarney”, faço aqui a sugestão de que no dia 7 de Setembro de 2009, façamos outra passeata virtual, nos organizando desde já.

Esta passeata, como a Fora Sarney, começaria no seu computador e terminaria em vários pontos:

Na presidência da República, No Congresso Nacional, No Supremo Tribunal Federal, na Procuradoria Geral da União, na Assembléia Legislativa de seu estado, no Palácio do Governo do seu estado, na Câmara de Vereadores de sua cidade e na Prefeitura de sua cidade.

A idéia é enviar o maior número possível de emails de protesto contra a situação atual, da falta de ética, de moral, de honestidade de nossos governantes e parlamentares.

Denunciaremos o governo federal por agir a margem da lei com a campanha eleitoral antecipada, o que é ilegal, e exigindo, como cidadãos, que fossem tomadas as devidas providências.

Os e mails seriam mandados para os seguintes enderêços:


Senado Federal: Alô Senado http://www.senado.gov.br/sf/senado/centralderelacionamento/sepop/?page=alo_sugestoes&area=alosenado
Câmara Federal: Fale com o deputado: http://www2.camara.gov.br/canalinteracao/faledeputado
Supremo Tribunal Federal – Central do Cidadão - http://www.stf.jus.br/portal/centralCidadao/enviarDadoPessoal.asp
Procuradoria Geral da União - pfdc@pgr.mpf.gov.br
Presidência da República – Fale com o Presidente - https://sistema.planalto.gov.br/falepr2/index.php

Gostaria de ter a opinião dos leitores com relação a idéia.

Laguardia disse...

Off Topic

Em conjunto com o Blog o Mundo by Thaís, estamos lançando uma campanha de protesto virtual para o período de 07 a 20 de setembro.

Gostaríamos muito de contar com a sua participação e a dos seguidores de seu blog.

Esta é uma campanha de todos os brasileiros patriotas e não de um ou outro blog.

A campanha é de todos nós que queremos um país melhor para nossos filhos e netos.

Detalhes em http://omundobythais.blogspot.com/ ou http://brasillivreedemocrata.blogspot.com/

Divulgue esta idéia.

O Brasil mais do que nunca precisa de você!

Laguardia disse...

Mensagem da Thaís

Amigos de fé e luta! Já está na hora de pensar em um meio de darmos continuidade a tudo isso. Estamos inspirando e sendo inspirados por essa bela campanha.

Criei o http://bravagentebrasileira.ning.com/ . Na opinião de vocês isso funcionará para que continuemos unidos? Esse ning é uma espécie de rede, onde é feito cadastro e só participam os cadastrados. Ainda não editei e nem defini o layout, mas já peço a opinião de vocês. O que vocês acham? Conhecem?

Ah...lembram-se da idéia dos adesivos? Ainda está de pé? Vamos adesivar nosso país? Opinem também!

Assistiram o programa partidário do PV com a doce Marina? Babei! Ela vem com tudo...

Agora somos 72 corações brasileiros, acordando mais tantos adormecidos!

Está na hora de começarmos a agir mais concretamente, continuamos a protestar nos nossos blogs, e mails etc., mas vamos partindo para ações mais concretas.

No entanto a participação do maior número de pessoas possíveis é necessária.

Mais uma vez parabéns a Thaís belo brilhante trabalho que vem realizando em prol do Brasil

Envie suas sugestões como comentários para:

http://brasillivreedemocrata.blogspot.com ou para http://omundobythais.blogspot.com/

Efigênia Coutinho disse...

Gostei, você escreve muito bem, prende o leitor, tem magia , serei uma seguidora,
Efigênia Coutinho